terça-feira, 26 de agosto de 2008

Leve

Leve,eu bem sei que nada me resta
nem o que antes era nosso
ou muito menos o que me davas,
nada fazer,é tudo que posso.

Leve,o pouco que tenho ,até o que penso
minha alegria,meu coração
e tudo aquilo que é sentimento.

Leve,meus olhos secos
minha tristeza
minha beleza

Pensas que estás farto?
Olhas então pro alto,
ao tirar este chapéu,
Eis que não existe céu.

Deixastes uma pequena brasa,
do meu pobre e vazio coração,
e sem que eu percebesse,
aos poucos ele cresceu então

Nada me falta do que levastes
tenho o que me basta então.
Ao ver arrependimento,
te darei o meu perdão!

Pierre

3 comentários:

Renato disse...

Nosssaaaa... Que poema lindo! Não tenho mais palavras.

gabryella disse...

Ei meu Grande e caro amigo PIERRE...Esse poema tocou minha alma qndo o li,me senti dentro dele,e vivo neste instante um momento q respinga a cada estrofe dele...PARABÉNS,eu sempre acreditei e quero continuar acreditando q vc é especial pra sua amiga aqui,q mesmo longe pensa muito em vc e só te quer o bem,saudades,um bju grande,ass:BiBi_CHERRY!TE AMO!

Maria disse...

Vou LEVAR esse!!!